Sem alarmes, ou surpresas, esta praia, do concelho de Faro, em pleno sotavento algarvio, assenta arraiais na ilha da Culatra, cujo acesso é feito estritamente por barco. As ligações à ilha são asseguradas, durante todo o ano, desde Olhão e também, durante a época balnear, a partir do Cais da Porta Nova (Portas do Mar), em Faro. A ilha, uma das que constitui a cadeia de ilhas-barreira da Ria Formosa, mantém a sua ancestral vocação piscatória, atividade que ainda hoje ocupa as gentes desta terra, cuja população não chega aos 800 habitantes. A praia da Culatra, com o seu areal de perfil infinito, tem como única infraestrutura um passadiço de madeira que conduz ao mar. Aqui respira-se a delicadeza das paragens do Parque Natural da Ria Formosa, com a sua rica biodiversidade a invadir a paisagem moldada por dunas. Uma batida de espírito ‘natura’ onde apenas durante a época balnear – de 15 de junho a 16 de setembro – é garantido o serviço de nadadores salvadores, assegurado pela Câmara Municipal de Faro. Quem for com tempo, deve apostar numa boa caminhada rumo a Este onde pode desfrutar das piscinas naturais, lá para os lados da Barra Grande.

Embora vigiada durante a época balnear, dispõe de poucas infraestruturas de apoio.

GPS – 37.072747 -7.800185

Fotos: CM Faro